Menu

Felter


Amigos. Banda. Sonho. Clichê? Não, obrigada.


(re) Começo a escrever aqui no blog trazendo o som da banda Felter. Um som limpo, bem tratado, bem feito. Afinal, se é pra fazer rock, que seja direito!

Aí eu vou ler o myspace dos caras, e vejo isso: ‘Quase todo mundo que tem uma banda vê isso como um sonho. É praticamente um clichê. Assim, dizer que o Felter não é só uma banda mas também um sonho é clichê. Pois é, somos clichê’. Tá, os guris podem até dar essa zoada com a ‘descrição’ da banda, mas nada de clichê se aplica ao som dos caras, não na minha visão (então, se eu estiver errada, opinem!). Clichê, meus caros amigos da Felter, é roupa flúor colorida e cara de moleque de revista.

Não foi muito fácil achar aquelas informações básicas sobre a banda, até porque, eu ainda não consegui saber se eles são de Belo Horizonte ou de São Paulo. Ou se são misturados. Ou então se só mudaram-se. Mas, pouco importa, vamos ao que interessa.

A pouco tempo eles lançaram o cd ‘Passo a passo’, que eu adorei a idéia da capa. São 12 faixas de um rock homogêneo, sabe aquela melodia fechadinha onde tudo encaixa? Então, é disso que eu to falando, e quando eu tento descrever a Felter é isso que me vem à cabeça na hora!

E, pela primeira vez na história deste blog, não consegui escolher uma música preferida de todo o cd, não mesmo. Gostei de todas elas, cada uma teve uma parte, se não toda, que eu me encantei mais. As melodias como eu já disse são fechadas e harmoniosas, as letras são bem feitas, os refrões a gente pode ficar cantando o dia todo sem ser aquela coisa chata que gruda no ouvido por ser ruim. A faixa-título do cd, ‘Passo a passo’ e ‘Miragem’ são exemplos disso, refrões muito bons. Eu caí de amores por ‘Distância’, uma baladinha com pegada, letra bonita. ‘O lado bom’ é aquela música em que não cabe nenhum retoque, tudo está perfeitamente bom! ‘Apague a luz’ também me ganhou muito. Ah, chega! Ouçam e vocês saberão o quanto eu fiquei confusa ao tentar eleger a minha Felter-single entre ‘Passo a passo’, ‘Miragem’, ‘Um e outro’, ‘Distância’, ‘Cartas na mesa’, ‘O herói que não fui’, ‘Apague a luz’, ‘Cinderela’, ‘As regras que criei’, ‘O lado bom’, ‘Mais que o acaso’ e ‘A fúria em seu olhar’.

Por falar nisso, mesmo tendo lançado o cd a pouco tempo eles já lançaram uma outra single, ‘A Sombra’, mas sobre ela não vou falar absolutamente nada! Tu vais baixar e me dizer, afinal custa um tweetzinho só (no myspace deles tu é redirecionado pra o download).

A cinco anos de banda, completados agora dia 02 de agosto, (Parabéns Felter!) a formação atual conta com:

- Raphael Mancini, voz e guitarra; @raphaelmancini

- Felipe Faraone, guitarra; @faraonef

- Roberto Bezerra, baixo;

- Cauê Abrão, bateria. @moshfelter



E seguem os links pra tu ouvir o som da banda Felter:

Site: http://www.felter.com.br/

Myspace: http://www.myspace.com/bandafelter

Twitter: http://twitter.com/bandafelter

Fotolog: http://www.fotolog.com.br/felter

Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=1534318

Youtube: http://www.youtube.com/bandafelter

Trama: www.tramavirtual.com.br/felter

Facebook: http://migre.me/12u3i

Contato: bandafelter@gmail.com

E então, bora ouvir?
Boa semana gurizada, beijo!



Ps. Esse post ficou meio enrolado, eu sei, mas é que foi feito na correria pra não deixar vocês sem conhecerem essa banda*-*

3 comentários:

Cauê disse...

Lu, trincou na resenha, ficou demais! Valeuzaço.

ZaranzaCast disse...

Olá @paralu,

Realmente bela resenha... talvez inspirada pela música do Felter, talvez um dia bom, mas isso que é gostoso, quando as artes se encontram e se completam...
Pude conferir a apresentação desta banda ao vivo e nos palcos também nao deixam a desejar.
Parabéns também pelo seu trabalho, vou ler mais deste blog, viva a arte independente!

Victor disse...

Perfeita! Gostei de mais parabens!

Postar um comentário